Buscar
  • Ivan Kleber

Bolsonaro manda PF investigar Deputado que apontou suspeita sobre covaxin



 O ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência, disse nesta quarta-feira (23) que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) determinou à Polícia Federal que investigue a declaração do deputado Luís Miranda (DEM-DF) sobre as suspeitas quanto à compra da vacina Covaxin, do laboratório indiano Bharat Biotech.


Na última terça-feira (22), em entrevista a O Estado de S. Paulo, Luís Miranda disse ter alertado Bolsonaro e o então ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, sobre um suposto esquema de corrupção envolvendo a compra da Covaxin. Ele explicou ter se encontrado com o presidente em 20 de março para levar a denúncia sobre o caso — um mês após o governo assinar o contrato para aquisição da vacina.


De acordo com o parlamentar, ele apresentou documentos que apontavam irregularidades.


“O governo tomará medidas, e o presidente determinou que a PF abra uma investigação para apurar a declaração do deputado. Vamos solicitar uma perícia do documento. Vamos também pedir a abertura de investigação do deputado e do servidor Luís Ricardo Miranda [chefe de importação do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, irmão do deputado], por denunciação caluniosa, fraude processual e prevaricação”, disse Onyx em pronunciamento, que não foi aberto a perguntas de jornalistas.


“Por que, depois de três meses, esse cidadão vem a público e fala isso? Isso caracteriza a má-fé, denunciação caluniosa, a interesse de quem e por quê? Não vai ser um qualquer, que inventa mentiras, falsifica documentos, e assaca contra um presidente e um governo. Senhor Luís Miranda, Deus está vendo. Mas o senhor também vai pagar na Justiça tudo o que fez hoje. Que Deus tenha pena do senhor.”, disse Onyx Lorenzoni.

7 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo