Buscar
  • Ivan Kleber

Celso de Mello determina abertura de inquérito contra Bolsonaro

Celso de Mello determina abertura de inquérito contra Bolsonaro



O ministro Celso de Mello, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou a instauração de inquérito destinado a investigar as declarações do ex-ministro Sergio Moro, da Justiça, que acusou o presidente Jair Bolsonaro de querer interferir na Polícia Federal.


O magistrado deu até 60 dias para que a PF ouça Moro.


Celso de Mello atendeu a pedido do procurador-geral da República, Augusto Aras. Como a coluna antecipou, a autorização do magistrado seria divulgada ainda nesta segunda (27). As acusações de Moro apontam a prática de crimes relacionados justamente ao exercício do mandato: ele acusa Bolsonaro de querer interferir politicamente na Polícia Federal e até mesmo de querer ter acesso a relatórios de inteligência sobre as investigações.


No pedido feito ao STF, Augusto Aras aponta eventual ocorrência dos crimes de falsidade ideológica, coação no curso do processo, advocacia administrativa, prevaricação, obstrução de Justiça e corrupção passiva privilegiada, nos atos apontados por Moro, mas também de denunciação caluniosa e crime contra a honra —o que teria sido cometido por Moro caso as acusações não se mostrem verdadeiras.


Aras pede que o Supremo autorize, em primeiro lugar, a oitiva de Moro para que ele confirme as declarações dadas em entrevista coletiva na semana passada.


Bolsonaro afirmou, em um discurso no qual procurou responder a Moro, que nunca tentou interferir politicamente na PF. (Via FolhaPress)

4 visualizações0 comentário