Buscar
  • Ivan Kleber

Covid-19: Reabertura do comércio e igrejas é adiada para 11 de maio, afirma Ibaneis



Previsão era de que lojas voltassem a abrir a partir de domingo (03/05). Obrigatoriedade do uso de máscaras também terá nova data


Por Redação*


O governador Ibaneis Rocha (MDB) decidiu adiar a reabertura de comércios e serviços no Distrito Federal para 11 de maio. O fim das restrições sobre as atividades estava previsto para 3 de maio, de acordo com decreto publicado em 1º de abril.


Por considerar que “alguns objetivos ainda não foram atingidos”, segundo fontes do governo, o chefe do Buriti optou por estender o fechamento por mais uma semana. A volta às aulas, por outro lado, mantém-se marcada para 1º de junho.


Nesta quinta-feira (29/4), haverá distribuição de máscaras em todos os modais do sistema de transporte público. Além disso, às 11h, Ibaneis se reunirá com representantes do setor produtivo para definir as regras de funcionamento dos estabelecimentos que poderão reabrir.


Bares, restaurantes, salões de beleza, grandes academias e clubes permanecerão fechados, por enquanto.


Para representantes de entidades do setor produtivo, a decisão de adiar também levou em conta o fato de o Dia das Mães estar próximo, o que poderia gerar aglomeração em centros comerciais e shoppings.


A ponderação do governador de que o retorno não ocorrerá antes do dia 11 é porque o GDF depende de uma decisão referente a processo que corre na Justiça Federal: a ação civil pública movida pelos ministérios públicos do DF e Territórios (MPDFT), Federal no DF (MPF-DF) e do Trabalho (MPT).


Igrejas


Em reunião hoje à tarde com o governador Ibaneis, Secretaria da Saúde, Mobilidade e Codeplan (Companhia de Planejamento do DF), ficou definido que se precisa de um pouco mais de tempo para o retorno das atividades tanto do comércio, como das Igrejas, ficando a reabertura dos templos religiosos para o dia 11 de maio.


12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo