Buscar
  • Ivan Kleber

Dupla suspeita de assaltar homens após marcar programa pela internet roubou R$2,1 mil de cliente

Homem contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ele foi ameaçado com um canivete no pescoço pelo comparsa, após iniciar o programa, e deu dinheiro e fez transferência via PIX.


A dupla Mateus Eduardo de Souza Barbosa, de 20 anos, e Rafael Cordeiro Nery, de 27 anos, suspeita de assaltar homens com quem marcaram programas em Caldas Novas, na região sul de Goiás, roubou R$ 2,1 mil de um cliente turista que passeava na cidade, conforme informou o delegado Tiago Fraga.


 delegado explicou que o cliente, que veio de Minas Gerais, pagou R$ 150 pelo programa, R$ 500 em dinheiro e R$ 1.450 via PIX. O dinheiro pago além do combinado pelo programa, foi roubado durante o encontro.


O turista contratou um dos rapazes após ver o anúncio na internet. Ele marcou o encontro com o garoto de programa e se dirigiu até ao local combinado.


Lá na casa, eles iniciaram o programa. Pouco tempo depois, o comparsa dele entrou no quarto e anunciou o roubo, conforme o delegado. O suspeito exigiu dinheiro para deixar o homem ir embora e o ameaçou com um canivete no pescoço.


Objetos apreendidos em Operação Don Ruan, em Caldas Novas, Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Civil


Roubos


O delegado ainda contou que, durante o interrogatório, os rapazes contaram versões distintas, um acusando o outro de ser o idealizador dos crimes. Mateus, que confessou os roubos, contou que começou a praticá-los em janeiro deste ano e que, ao todo, roubou entre 10 e 20 pessoas.


A polícia informou que ele também apontou Rafael como o idealizador das práticas e o responsável pelas agressões e ameaças às mulheres. Já Rafael afirmou que Mateus quem o induzia aos crimes e quem atraía e ameaçava os clientes.


O caso ainda está sendo investigado pela Polícia Civil e o inquérito deve ser concluído em breve. Os jovens foram encaminhados ao presídio de Caldas Novas. Eles devem responder pelo crime de roubo com emprego de arma branca.


0 visualização0 comentário