Buscar
  • Ivan Kleber

IMAGENS APREENDIDAS COM PEDÓFILOS SÃO CHOCANTES, DIZ DELEGADA



“Mesmo nós que estamos acostumados a investigar esse tipo de crime ficamos chocados com algumas imagens que encontramos hoje, de crianças bem pequenas, praticamente bebês, sendo violentadas”. A fala em tom de desabafo é da delegada Sabrina Leles, titular da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos (DERCC), que comandou, nesta segunda-feira (25), a quinta etapa da Operação Meu Zeloso Guardador.


Ao todo, a Polícia Civil cumpriu, em Aparecida de Goiânia, Cidade Ocidental, Goiatuba, Hidrolândia, Jataí, Minaçu, Pires do Rio, Rubiataba, São Luiz dos Montes Belos, e Valparaíso de Goiás, 11 mandados de busca e apreensão. Como foram flagrados assistindo ou compartilhando vídeos ou fotos com pornografia infantil, quatro investigados acabaram sendo presos, e autuados em flagrante.


Durante a apreensão de computadores e celulares, chamou a atenção dos agentes, e da titular da DERCC, um farto material pornográfico infantil encontrado com um suspeito que foi preso em Aparecida de Goiânia. De acordo com a delegada, o homem confessou que “consumia” estas imagens.


Ele e outros três investigados foram autuados em flagrante por armazenar pornografia infantil, delito que tem pena que pode chegar a até quatro anos de reclusão.


No caso de compartilhamento destas imagens, a pena aumenta, e varia, de quatro, a oito anos de reclusão. Nomes e idades dos quatro autuados não foram divulgados.


Dados da Polícia Civil de Goiás mostram que desde a primeira etapa da operação, que começou em 2018, mais de 50 pessoas já foram presas e autuadas por manter ou compartilhar imagens com pornografia infantil. Neste período, foram cumpridos 104 mandados de busca e apreensão, em 32 cidades de Goiás.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo