Buscar
  • Ivan Kleber

JUSTIÇA MANDA SOLTAR GINECOLOGISTA PRESO POR ABUSO SEXUAL EM ANAPOLIS



A Justiça revogou na tarde desta segunda-feira (4) a medida de prisão preventiva contra o ginecologista e obstetra Nicodemos Júnior Estanislau de Morais, de 41 anos, preso na última quarta-feira (29), em Anápolis. O médico foi liberado da prisão no início da noite e responderá ao processo em liberdade, no qual responde pelos crimes de importunação sexual, violação sexual mediante fraude e estupro de vulnerável.


A decisão é do juiz Adriano Roberto Linhares Camargo, que considerou os fatos de que o ginecologista tem residência fixa e é considerado réu primário, tendo em vista que embora tenha sido condenado em Brasília pelo mesmo crime o processo ainda não foi transitado em julgado.


Por determinação da Justiça, Nicodemos não pode entrar em contato com as vítimas, não pode ir ao consultório onde atendia e está proibido de exercer a função de médico.


A Polícia Civil começou a investigar o médico depois que uma mulher registrou uma ocorrência na Delegacia de Atendimento Especializado à Mulher (Deam) de Anápolis no dia 15 de setembro alegando que o médico aproveitava as consultas e os exames ginecológicos para cometer atos libidinosos. A Deam já ouviu aproximadamente 50 mulheres com relatos de supostas violações praticadas pelo médico. A Polícia Civil deve enviar o inquérito para o Poder Judiciário nesta terça-feira (5).

.


A defesa de Nicodemus negou que o médico tenha cometido qualquer prática sexual com as mulheres que já atendeu.

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo