Buscar
  • Ivan Kleber

Untitled


Durante coletiva de imprensa realizada na manhã desta quarta-feira (16), o secretário de Estado da Segurança Pública, Rodney Miranda, voltou a dizer que as equipes só deixarão a região de Edilândia, em Cocalzinho de Goiás, após a captura de Lázaro Barbosa de Sousa. A operação de busca segue, com a participação da força-tarefa montada entre a SSP-GO e a SSP-DF, com apoio das polícias Rodoviária Federal e Federal.


“Nós não vamos sair do local enquanto não achá-lo. Não vamos deixar desguarnecida a nossa população. Precisamos controlar a ansiedade. Ele vai ser pego. Ontem nós chegamos muito perto e hoje vamos pegá-lo”, destacou o chefe da pasta.


O secretário, que voltou à região hoje para acompanhar as diligências, reforçou que o trabalho policial segue de forma ininterrupta. “Nós temos equipes 24 horas por dia fazendo os cercos e dando proteção para os moradores”, disse. “Estamos nos reorganizando. Temos uma área um pouco menor para trabalhar. Não estamos descartando nenhuma informação que tem chegado. Tudo indica que ele ficou na mesma região. Parece que agora cedo ele andou se movimentando, mas nós estamos no encalço dele”, completou.


Rodney Miranda lembrou que, nesta etapa, o trabalho precisa ser realizado com cautela, já que o suspeito está cada vez mais acuado e perigoso. Na tarde desta terça-feira, o indivíduo invadiu uma propriedade rural e fez três pessoas reféns. Durante a ação, um policial militar do Estado foi atingido com um tiro de raspão, disparado pelo suspeito. O PM foi encaminhado ao Hospital de Urgências de Anápolis no helicóptero do Corpo de Bombeiros e passa bem.


“Ele já está com mais dificuldades de conseguir alimentos. Ele geralmente sai da mata atrás de comida. Ontem ele tentou e inclusive levou algumas vítimas para a beira do rio e nós conseguimos evitar que o mal acontecesse, graças às nossas estratégias. É uma área muito grande, que ele conhece muito bem, mas está cansado e acuado. Com isso, ele fica mais perigoso, mas fica também mais suscetível à nossa chegada”, enfatizou.


(Fonte: SSP)

16 visualizações0 comentário